Notícias

20/11/2019 10:00

#45AnosDimas - Entidades se reuniram para discutir a preservação e novos mercados do audiovisual baiano

s
Reunião Cinemateca da Bahia (Foto: Inajara Diz)

A Diretoria de Audiovisual da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Dimas/Funceb) abriu a semana de diálogos e reuniões que integram a programação dos seus 45 anos, reunindo líderes de entidades do audiovisual baiano. Na segunda-feira (18), aconteceu a Reunião Cinemateca da Bahia, Salvaguarda e Preservação Audiovisual da Bahia, na Sala Walter da Silveira, e na terça-feira (19) aconteceu a primeira edição dos Encontros Audiovisuais da Bahia - Formação, Pesquisa e Mercado Audiovisual, na Cinemateca da Bahia.

A reunião interna da segunda-feira teve a mediação da museóloga Fernanda Coelho e discutiu pesquisas no campo da memória do audiovisual feito na Bahia e as medidas de preservação dos acervos. Além disso, também foi debatida a proposição da estrutura de um Conselho Curador da Cinemateca da Bahia. 

Estiveram presentes Arilma Fagundes (Arquivo Público do Estado da Bahia), Ernesto Marques (Associação Bahiana de Imprensa), Roque Araújo (Instituto Roque Araújo), Izabel Melo (Universidade do Estado da Bahia), Lúcio Mendes (DIMAS), Marília Hughes (Panorama Coisa de Cinema), Janaína Rocha (IRDEB), Pedro Caribé e a diretora de Audiovisual da Dimas, Daniela Fernandes, que expuseram seus acervos e as pesquisas sobre eles.

“A reunião lançou luz às questões atinentes a Cinemateca da Bahia e a construção de uma política de preservação audiovisual”, explicou Daniela Fernandes, diretora da Dimas.

d
Encontros Audiovisuais (Foto: Inajara Diz)

Encontros Audiovisuais

Na manhã de terça-feira (19), aconteceu a primeira etapa dos Encontros Audiovisuais da Bahia - Formação, Pesquisa e Mercado Audiovisual, na Cinemateca da Bahia. Na oportunidade, os convidados do setor ampliaram as discussões apontando para o futuro da memória, dos novos acessos mercadológicos, a profissionalização e a articulação política.

“Para nós da Dimas, é fundamental seguirmos construindo políticas públicas para o audiovisual e potencializando nossas ações no campo da memória das artes de uma maneira geral, e do audiovisual em especial”, afirmou a diretora Daniela Fernandes.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.