Notícias

19/02/2021 10:50

#AldirBlanc - Inspirado na pandemia, curta-metragem de terror começa gravações em fevereiro

foto: Divulgação

Com todas as mudanças causadas pela pandemia do Coronavírus, muitas angústias sobre o futuro da humanidade começaram a existir. Dentro deste processo de medo e inquietação, a cineaste Hilda Lopes Pontes buscou expurgar suas aflições através da escrita. Vivenciando o isolamento ao lado de sua filha de 5 anos e seu marido, a diretora e roteirista idealizou "Mamãe", curta-metragem que trata sobre a maternidade e se inspira nas consequências trazidas pelo Corona.


O seu foco principal é tratar dos conflitos internos vivenciados pelo isolamento social, com inspirações diretas de Hilda com sua família neste período. Neste contexto, a obra traz um contexto distópico, onde o caos está completamente instalado por conta de uma nova doença que abate violentamente o corpo das pessoas. "Há um ensejo forte de me comunicar com o mundo através de uma perspectiva do olhar das mulheres. Compartilhar nossas dores e mostrar para os espectadores, principalmente, para outras mulheres que não estamos sós nas nossas lutas, nas nossas dores", explica Hilda.


Mamãe é co-dirigido com o diretor Klaus Hastenreiter e ambos possuem uma trajetória ligada ao terror e ao horror, dentro de suas cinematografias. A escolha do gênero vem para criar uma alegoria sobre as relações familiares que precisaram ser tão mais próximas em um contexto pandêmico, mas, principalmente, mostrar os desafios e cobranças que as mães vêm passando neste período. "Há um ensejo forte de me comunicar com o mundo através de uma perspectiva do olhar das mulheres. Compartilhar nossas dores e mostrar para os espectadores, principalmente, para outras mulheres que não estamos sós nas nossas lutas, nas nossas dores".


Indo muito além da situação presente do Brasil e do mundo, "Mamãe" expande este universo e cria imagens mais diretas para esta doença criada dentro da narrativa. De acordo com a realizadore, o objetivo era retratar este caos que o país vive, mas colocando-o é uma situação interna, vivida dentro de casa, buscando aumentar o desconforto e angústia do público com toda a situação elaborada dentro da narrativa.


Para o produtor Rafael Beck esta reflexão vai além de falar sobre a temática dentro do filme, mas também de pensar toda a logística para realizar uma gravação durante a pandemia. Pensando na segurança de todos e todes, a equipe do curta contratou uma infectologista que vai trazer orientações prévias às filmagens, bem como acompanhar cada dia de set.


"Vamos começar com uma testagem de anticorpos para todos os profissionais envolvidos, os que não tiveram ainda vamos ver o PCR." A infectologista Adielma Nizarala possui todo um esquema planejado para garantir a segurança dentro do set. Entre as múltiplas medidas, o uso de máscaras e as troca de roupas e sapatos para entrar no ambiente de gravação são alguns dos elementos que Nizarala destaca. "A quantidade de pessoas por ambiente também será organizada para que exista o distanciamento entre eles. Os atores somente tiram as máscaras na hora exata de filmarem suas cenas", explica.


O início das filmagens está previsto para o dia 21 de fevereiro. O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.


FICHA TÉCNICA

 

Direção: Hilda Lopes Pontes e Klaus Hastenreiter

Assistente de Direção: Christina Mariani

Roteiro: Hilda Lopes Pontes

Direção de Produção: Eduarda Miranda e Rafael Beck

Produção Executiva: Rafael Beck e Walerie Gondim

Elenco: Walerie Gondim, Penélope Lopes Pontes, Marcos Lopes

Assistente de produção: Hanna Vasconcelos e Carol Lins

Trilha Sonora: Rebecca Gallinari

Mixagem: Piratas F&M

Direção de Fotografia: Marina Lordelo

Fotografia: Thiago Duarte

Direção de Som: Marina Reis

Edição de Som: Calebe Lopes

Maquiagem: Nayara Homem

Concepção de Arte: Luna Matos e Levi Barbosa

Preparação de elenco: Paula Lice

Montagem: Klaus Hastenreiter, Hilda Lopes Pontes e Calebe Lopes

Making Off e Still: Gabriela Palha

Colorização: Thiago Duarte

Design: Luan Bittencourt e Eduarda Miranda

Tradução e Legenda: Anna Andrade

 

Acompanhe o projeto nas Redes Sociais: 

Facebook: https://www.facebook.com/producoesolhodevidro

Instagram: https://www.instagram.com/olhodevidroproducoes/

LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/olhodevidroproducoes
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.