Notícias

31/03/2020 10:40

#NotaDePesar - Sambista Riachão morre aos 98 anos em Salvador


Foto: Divulgação
A Fundação Cultural do Estado da Bahia lamenta profundamente a morte do cantor e compositor baiano Clementino Rodrigues, conhecido como Riachão, na madrugada desta segunda-feira (30), aos 98 anos. Ele teria passado mal durante a noite e chegou a ser socorrido por equipe médica em sua residência, no Garcia, mas não resistiu.

Nascido em Salvador em 14 de novembro de 1921, no bairro do Garcia, Riachão começou a cantar aos 9 anos e compôs sua primeira música aos 12. Era considerado um dos mais importantes sambistas do país, suas músicas fazem referência à vida cotidiana na Bahia, e não a toa foi apelidado como cronista musical da cidade em seus tempos de cantor de rádio.

Dentre as composições mais conhecidas do músico, estão "cada macaco no seu galho", "vá morar com o diabo" e "retrado da Bahia", e teve suas canções eternizadas pelas vozes cantores como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Jackson do Pandeiro, Gal Costa e Cássia Eller.

Neste ano, Riachão pretendia lançar o álbum "Se Deus quiser eu vou chegar aos 100", que seria composto por músicas inéditas do artista. A ideia era garimpar, entre as mais de 500 composições do sambista, canções que ainda não haviam sido gravadas para compor o disco. Este seria o primeiro disco de Riachão desde "Mundão de Ouro", lançado em 2013.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.