Notícias

29/10/2019 14:00

DIMAS realiza bate-papo com estudantes do Curso Profissional Audiovisual do ICEIA

dimas

Integrando o Circuito Luiz Orlando de Exibição Audiovisual, uma realização da Diretoria de Audiovisual da Fundação Cultural do Estado da Bahia (DIMAS/FUNCEB), aconteceu na última sexta (25), um bate-papo com alunos do Centro Estadual de Educação Profissional, Formação e Eventos Isaías Alves (ICEIA), localizado no bairro do Barbalho, em Salvador. A atividade faz parte das estratégias de ampliação do Circuito. 

A ação formativa envolveu os estudantes do curso de Áudio e Vídeo, Fotografia, Tecnologia da Informação e Informática do ICEIA. “O curso de Áudio e Vídeo foi inaugurado no ano passado, então é tudo novo para nós, mas as experiências que foram compartilhadas podem nos ajudar a criar e produzir nossas próprias ideias”, contou Lucas Amorim, aluno do Curso Profissional Audiovisual no ICEA.

O estudante fez parte do grupo de 75 alunos dos cursos técnicos de nível médio que participaram do bate-papo com a equipe da DIMAS. “É importante para nós conhecer a dinâmica de quem trabalha na área, porque nos mostra que, apesar das dificuldades, realizar Cinema hoje é mais acessível”, reforçou Flávio Conceição, aluno do curso técnico.

dimas

O educador dos cursos técnicos do ICEIA Jonathan Sampaio apontou que a ação da DIMAS é uma oportunidade de ampliar a rede. “A vinda da DIMAS nos tirou da bolha que estávamos vivendo e nos apresentou a realidade da produção audiovisual no estado. Certamente ajudou com que os alunos pudessem vislumbrar um horizonte profissional”, ressaltou.

Para Raiane Vasconcelos, realizadora audiovisual e Coordenadora do Núcleo de Apoio e Promoção da Dimas, o encontro fez com que ela lembrasse seu início profissional. “A trajetória deles é muito parecida com a minha e sei como é se apropriar da linguagem do Audiovisual para quem vem de comunidades menos favorecidas; é uma ferramenta política e identitária. Os anseios são potentes e eles têm muito o que contar. A periferia é um filme que ainda estamos aprendendo a escrever!”, refletiu a coordenadora. 


Fotos: Caio Vinícius e Nícolas Barreto (Alunos do curso de Fotografia do ICEIA)
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.