Notícias

29/01/2018 08:00

Acervo da DIMAS mais perto do público

.
Mãos à obra: funcionários mobilizados na  reconfiguração do espaço do acervo (Foto: Alessandra Pastore)

O Núcleo de Memória, da DIMAS (NMEM), iniciou o ano com um projeto de remodelação do espaço e organização do acervo de bens culturais da área audiovisual, objetivando incentivar a visitação de profissionais, estudantes e o público em geral, interessado em conhecer um pouco da memória cinematográfica baiana e brasileira.

Além de valorizar a acessibilidade, o trabalho do NMEM ressalta a importância da preservação e conservação desse valioso patrimônio, composto por obras de ficção, documentários, cinejornais, filmes publicitários de cineastas reconhecidos nacional e internacionalmente, além de um vasto catalogo de livros e cartazes relacionados ao audiovisual, discos de vinil, CDs e fotografias.

Difusão
O departamento, administrado pela  Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), através da Diretoria de Audiovisual (DIMAS), é coordenado por Simone Lopes,  que destaca a relevância desta reestruturação: ''A nossa ideia é oferecer um serviço de melhor qualidade ao publico que nos visita e solicita atendimento;  possibilitando que esse espaço fique mais aberto à circulação. Queremos difundir e democratizar, cada vez mais, o conceito do que é um acervo'', explica.

Para tal, continua Simone, a adesão dos funcionários na quase reconstrução das instalações e outras obras, foi fundamental. Não só da equipe do próprio NMEM,  supervisionada pelo técnico em preservação,  Armando Lídio Júnior; como também profissionais de outros setores da DIMAS, entre os quais Averaildo Bonifácio dos Santos; e da própria FUNCEB, caso de  Antonio Geraldo dos Santos, Evaristo Batista e Daniel Alves. 

Visibilidade
A diretora da DIMAS, Daniela Fernandes, enfatiza a importância desta reorganização do espaço dedicado à memória audiovisual. "Não é apenas uma mudança física, mas pensar uma arquitetura do local que se adeque melhor à preservação; com o cuidado exigido para a conservação das obras, e, ao mesmo tempo, facilitação do acesso; na perspectiva da difusão", contextualiza.

Para Daniela,  essa primeira ação já  vai possibilitar que mais pessoas visitem o NMEM, trazendo maior visibilidade ao espaço. "A gente volta a pesquisar, retoma as atividades que já haviam sido iniciadas nas gestões anteriores e assim vamos esboçando um pensamento político para a preservação audiovisual", finaliza Fernandes.

Serviço
O acervo está localizado na sede da Diretoria de Audiovisual do Estado da Bahia (DIMAS), na Rua General Labut, n. 27 (subsolo da Biblioteca Pública dos Barris), Salvador/BA. Contato: 3116-8111
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.